domingo, 7 de junho de 2009

Mais uma vez Button


Muitos acharam que a soberania de Jenson Button iria terminar neste Grande Prêmio da Turquia, pois Vettel era o pole position e tinha tudo para desbancar o piloto da Brawn GP. Mas o alemão da Red Bull não soube se sustentar no primeiro lugar e ainda na primeira volta errou, dando assim a ponta da corrida para Button. O inglês chegou a tomar uma pequena pressão do piloto da RBR, mas se manteve à frente sem muitos problemas. Depois foi só administrar a corrida para vencer pela sexta vez em sete provas na temporada. Podemos dizer que o título está nas mãos de Button, falta apenas a confirmação matemática.

Mark Webber fez uma boa corrida e chegou na segunda posição após superar Vettel, que realizou três paradas. O australiano tem vivido um bom momento no campeonato, se mostrando mais equilibrado que seu companheiro de Red Bull. Sebastian Vettel, que completou o pódio com o terceiro lugar, está devendo uma boa prova com pista seca. Vettel não tem feito boas corridas e começa a ver Webber ganhar espaço na equipe. A RBR permanece como segunda força, mas continua distante da Brawn GP.

Após fracas performances nas últimas provas, a Toyota voltou a andar bem com o piloto Jarno Trulli. O italiano conseguiu um ótimo quarto lugar e colocou a equipe japonesa nos pontos novamente. Nico Rosberg, da Williams, também esteve bem na prova e chegou na quinta posição.

Limitado por sua Ferrari, Felipe Massa não repetiu o resultado dos últimos três anos no circuito de Istambul e obteve apenas a sexta colocação. O polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, marcou seus primeiros pontos no campeonato após conquistar o sétimo lugar. Timo Glock, da Toyota, completou os oito primeiros do Grande Prêmio da Turquia.

O brasileiro Rubens Barrichello teve problemas com o câmbio logo na largada e perdeu muitas posições. Ao tentar se recuperar na prova, Barrichello se envolveu de forma desastrada em choques com Kovalainen e depois com Sutil. No final, Rubinho abandonou com problemas em seu carro. Nelsinho terminou apenas na décima sexta colocação.

A próxima corrida é o Grande Prêmio da Inglaterra, daqui duas semanas. Button correrá em casa e dificilmente vai perder a chance de vencer em seu país. Está pintando a sétima vitória do piloto inglês na temporada. A confirmação do título é questão de tempo, dificilmente alguém vai parar o líder do campeonato.

Classificação final do GP da Turquia

1. Jenson Button (Brawn GP) - 58 voltas em 1h26min24s848
2. Mark Webber (Red Bull) - a 6s7
3. Sebastian Vettel (Red Bull) - a 7s4
4. Jarno Trulli (Toyota) - a 27s8
5. Nico Rosberg (Williams) - a 31s5
6. Felipe Massa (Ferrari) - a 39s9
7. Robert Kubica (BMW) - a 46s2
8. Timo Glock (Toyota) - a 46s9
9. Kimi Räikkönen (Ferrari) - a 50s2
10. Fernando Alonso (Renault) - a 62s4
11. Nick Heidfeld (BMW) - a 64s3
12. Kazuki Nakajima (Williams) - a 66s3
13. Lewis Hamilton (McLaren) - a 80s4
14. Heikki Kovalainen (McLaren) - a 1 volta
15. Sébastien Buemi (Toro Rosso) - a 1 volta
16. Nelsinho Piquet (Renault) - a 1 volta
17. Adrian Sutil (Force India) - a 1 volta
18. Sébastien Bourdais (Toro Rosso) - a 1 volta
19. Rubens Barrichello (Brawn GP) - abandonou
20. Giancarlo Fisichella (Force India) - abandonou

Leandro Montianele

10 comentários:

Felipão disse...

Já podem dar o troféu pro Button... hehehehe

Marcelonso disse...

Leandro,


Ontem Button deu o abraço do campeonato,agora resta saber em qual corrida ele será oficializado campeão.

A corrida estava tão sem sal que o melhor momento foi a passagem de Nelsinho em Hamilton,só pra ti ver o nivel da coisa...

Vettel ainda tem muito que aprender,só cometeu um erro,mas ele foi determinante para selar seu destino na prova,mas o alemão é bom,pelo menos não ficou chorando pela estratégia.



abraço

Pinheirinho disse...

O dono da temporada. Com vitória no GP da Turquia, Jenson Button dispara na tabela de classificação. Imagem repetida: pela sexta vez em sete corridas, o inglês Jenson Button festeja a vitória com champagne.
Pinheirinho é divulgador cultural é maranhense, a partir de Brasília. - E-mail: pinheirinhoma@hotmail.com

Anselmo Coyote disse...

Leandro,
A corrida foi chata mesmo, mas menos que outras. Aquela largada (não largada) do Rubinho foi hilária. E a rodada quando atacou o Kova? Putz.
Mas vc esqueceu o mais importante: a briga Piquet x Hamilton pela posição nos meio daquelas curvas. Não valia nada, mas gostei.

Abs.

kimi_cris disse...

Button está a ser o rei do Mundial de 2009

Grande Abraço!

Kimi_Cris

Santos disse...

Caros amigos da f-1 lembran do que coloquei após o GP de Mônaco se não me engano, tudo como comentei 1. que Rubinho é o berge de hoje (marcado pra ser 2º piloto), 2. que apenas as RBR poderiam chegar perto da BrawnGP era minha esperança ficou foi longe esperava mais,3. Que a Ferrari e Maclaren não tinham mais nada pra mostrar até agora e último 4. nelsinho piquet é piloto ? nem vou cometar um abraço.
Willian Santos

Santos disse...

Mais uma coisa teve um amigo aí que encheu a bola de Kimi e falou mal de massa é melhor ele repensar seus conceitos

Anselmo Coyote disse...

Santos,

Não sei se vc se referiu a mim, quanto a encher a bola do Kimi e "falar mal do Massa".

De qualquer forma, vou lhe dizer claramente o que penso a respeito dos dois pilotos.

Eu encho a bola do Kimi sempre e sempre.

Talvez um dia eu compare os dois, embora comparações sejam sempre complicadas.

Mas, primeiro o Massa precisa ser pelo menos bi-vice-campeão, empatando finalmente com o Barrichello e depois ser campeão, para só então empatar com o Kimi. Aí sim, talvez caiba uma comparação, que será um tanto complicada, haja vista que o Kimi foi vice duas vezes de nada mais nada menos que o Michael Schumacher (numa delas por apenas 1 ponto, correndo na Mc Laren "quebra-quebra").

Por fim, não vejo nem uma coisa (ser vice) nem outra (ser campeão) no horizonte próximo do Massa.

Está entendido?

Se vc preferir números, tenho a estatística dos dois prontinha e posso lhe mostrar para vc ver quem é quem.

A evolução do Massa na F1 é diretamente proporcional à do Rubinho. Este tem quase 20 anos de F1 e é bi-vice. O Massa tem quase 10 anos e é vice.

Abs.

Santos disse...

Caro amigo Anselmo, vamos analisar friamente, pra começar massa só tem 08 (oito)anos de F-1 completos, comparar com os 20 (vinte) de Burrinho pé de chinello e dizer que é proporcional a evolução é loucura ninguem vai dizer isso se fazermos uma pesquisa vc vai perder feio. Muitas as vezes o que vale mesmo é ser campeão ou vice é o que conta pra vc certo, mas analiso de forma geral falo da técnica apurada do piloto é isso que quero que entenda é falando do título de Kimi foi pura sorte é foi creditado a inesperiência de Hamilton, o próprio massa todo mundo sabe só não foi campeão ano passado por incompetência da ferrari, ele na verdade não é um senna e nem um piquet, mas é mais piloto que kimi, que considero muito bom mais to tipo vaga-lume acende e apaga, quanto ao Rubinho sinceramente nem comparo. valeu

Santos disse...

Só pra ser preciso são 15 (quinze) anos completos de carreira de Pé de Chinello, por diferança de um ano não é o dobro de massa, então quase o dobro é muita coisa, vc tá acompanhado o desempenho de kimi vc viu, ele é vaga-lume meu amigo, agora sou um bom torcedor pq não sou como aqueles (não sei se é seu caso)que só defendem e não criticam falo do massa é ruim mais ruim na chuva melhou um pouco agora, mas tem talento e não é vaga-lume como kimi e Rubinho teve tudo pra mostrar ser bom piloto pois correu sozinho com shumi e não fez nada e agora corre sozinho com buton e nossos colegas da f-1 já estão falando mau dele de novo, confesso que até com certo exagero dizer que ele é o único culpado por esse campeonato apagado(monótono).