quinta-feira, 11 de junho de 2009

A monotonia volta a reinar na Fórmula 1



O início desta temporada era repleto de expectativas quanto ao seu desenrolar, pois haviam mudanças significativas impostas pela FIA, que tinham o intuito de deixar a categoria mais competitiva e atraente ao púplico. As alterações aerodinâmicas eram o grande trunfo para que os carros andassem próximos e as brigas fossem acirradas.

A corrida de abertura do campeonato aconteceu e a impressão da "nova Fórmula 1" foi boa. Mas, era preciso esperar um pouco, porque tem sido normal acompanharmos um GP da Austrália movimentado.

Já se foram sete corridas na temporada e a tal mudança não surtiu efeitos significativos. E ainda pior, deixou a categoria com uma equipe dominante e o restante vindo atrás para brigar pelo segundo lugar. Das sete provas, um certo Jenson Button venceu nada menos que seis delas e chegou em terceiro na única que não obteve triunfo.

Este ano de 2009 tem se assemelhado muito ao de 2004, onde Michael Schumacher e Ferrari dominaram totalmente. Alguns personagens de hoje mudaram e outros permacem. A equipe da vez é a Brawn GP, que tem como piloto protagonista o inglês Jenson Button. Mas, duas figuras permanecem no mesmo papel de anos atrás. Ross Brawn é o comandante da escuderia líder e Rubens Barrichello se consolida como segundo piloto, provável vice-campeão.

Antes, o campeonato caminhava para ser uma verdadeira monotonia e hoje já se tornou. A mesma chatice de 2004 tem sido neste ano. Todo o alerde de mudanças no regulamente não serviu para quase nada. Equanto a Fórmula 1 não tem competitividade, as brigas políticas ganham espaço e chamam mais atenção do que as coisas que acontecem nas pistas.

Quem sabe no futuro o novo regulamento surta efeito, porque nesta temporada não deu em nada. É triste ver uma disputa de título assim após dois anos de grandes emoções, onde o campeão foi decidido na última prova. Espero acompanhar uma Fórmula 1 melhor em 2010, se não resolverem rachá-la, é claro.

Obs.: Consegui quebrar o protocolo e encontrei um tempinho para postar neste feriado.

Leandro Montianele

11 comentários:

Alexandre Ribeiro disse...

Caro Montianele:

A leitura de um post lúcido e bem escrito como o seu de hoje é uma benção em tempos em que só se fala de politicagens - que faço questão de não ler - e fofocas extra pista - que também me comprazo em ignorar-. Admiro sua postura e me confesso cada vez mais desanimado com o estado geral das coisas que envolvem a F1, tanto que dei um tempo na minha coleção de miniaturas de F1 e estou adquirindo modelos diecast de rua.

Grande abraço.

Marcelonso disse...

Grande Leandro,

Concordo em tudo,um verdadeiro pé no saco essa temporada até aqui,sem graça ao extremo.

Que tal a gente conceder uma bonificação de 10 pontos para aquele ou aqueles que acertarem em qual corrida Button será oficialmente campeão?



abraço

Felipão disse...

Concordo, Leandro... Temporada que prometia, mas todas as mudanças representaram um tiro no ´pé da FIA...

Abração

Ruy Machado disse...

Olhando como um apaixonado por F-1, a temporada e sua mudança de regulamento tinham tudo para dar certo. É uma pena voltar a monotonia, onde o que mudou foram os palhaços e o circo permaneceu o mesmo. Somente um milagre tira o título da Brawn GP. Abraços

Frederico Cavalcante disse...

Na primeira corrida foi aquela empolgação: como uma equipe nova pode passar a rasteira em todo mundo e vencer de forma tão dominante?

Mas agora fica aquela sensação de "já vi e não gostei". Competência demais da Brawn? Incompetência alheia? Bom, a última corrida foi muito chata. Para o bem do campeonato seria interessante Button fazer alguma besteira.

Ylan Marcel disse...

A culpa é do Rubinho. Se fizesse igual o Senna em 88 e dividisse a equipe, e lutasse em pé de igualdade, teríoamos uma luta incrúivel. A culpa é sempre do Rubinho. Na época da Ferrari, também. Foi incapaz de dividir o time do Schumacher. Covardão, responsável pela maior parte das temporadas monótonas da história!!!

Leandrus disse...

Pois é xará, compartilho do mesmo sentimento, tanto que coincidentemente postei ontem um texto sobre o mesmo tema. Eu espero que as coisas ainda melhorem nessa temporada. Se Button for campeão antecipadamente sem concorrência, tudo bem, mas que pelo menos não nos privem de corridas com emoção, algo que faltou na F-1 nos últimos 4 GPs.

Ateh!

Ingryd Lamas disse...

Concordo, o furor tem sido grande, mas pelo extra pista. Assim "todos" acabaram esquecendo que essa revolução toda, só aconteceu pq a FIA buscava um campeonato mais disputado, mas acirrado, o que de fato nao aconteceu. A não ser a dipsuta pelo segundo lugar, essa promete ser acirradissima!!
De qualquer forma, acho que a culpa dessa vez pelo menos, não foi da FIA, não vejo como um tiro no pé, foi mais o fortunio da equipe de Brawn, que depois de meses apenas estudando o regulamento e de um campeonato inteiro passado em branco em prol desse projeto, teve como resultado um felississimo tanque de guerra veloz. É só olhar atras da primeira colocação, não está uma maravilha de ultrapassagens, mas está menos monotono do que foi os ultimos anos, e imensamente mais interessante do que a era Schumi.
Em suma, a culpa e de Button e Braw, apenas isso =D
uhahuauhauhahua

bjooooos

Thaís Poggio disse...

Oi Leandro!
Tudo bem??

O blog está muito bom! Vou passar a acmpanha-lo com mais frequencia!!

Você curte futebol também?
De uma passada no

www.ligadonabola.com.br

Beijoooooo

Renan Ferrari disse...

Obrigado pelo elogio !

Também adoro F1! Mas minha especialidade é mesmo o futebol/sarcasmo ! rsrs

Vamos ver quando o Rubinho vai ligar o Button de start e começar a vencer nessa temporada né!? rs

um grande abraço e boa sorte!

De Gennaro Motors disse...

amigo

agradeço os comentarios em meu blog !

Forte abraço!

Fernando Gennaro