sábado, 24 de outubro de 2009

Mais! Do mesmo...


Bom dia amigos do Loucos por F1.


Estou extremamente desapontado com a eleição na FIA. Quando a instituição elege para o cargo de maior comando, o francês Jean Todt, se tem, com o perdão do trocadilho, mais do mesmo que já vem ocorrendo no automobilismo de uma forma geral.


Uma forma de se perpetuar no poder com suas práticas é elegendo o seu sucessor. Nada mais do que natural em qualquer sistema no planeta. Mas, o problema é, mais de Mosley. Mais de escândalos. Mais de decisões arbitrárias.


Teremos uma FIA vermelha, quase com um cavalinho rampante em sua face. O Mutley (Jean Todt), que sempre atenuava as armações do Dick Vigarista (Schumacher) nos tempos de Maranello, na minha opinião, não tem envergadura moral para conduzir o esporte com idoneidade.


E, ainda por cima, teremos a continuidade da linha de Mosley. Lembro que, esta linha de pensamento e de gestão nos levou a jogar para debaixo do tapete os escândalos da Benetton adulterada, sob a qual Schumacher foi campeão do mundo. Tudo sob a tutela do então presidente da FIA, Mosley, e do banido (felizmente!) Briatore.


Ainda assim, esta turma tem a capacidade de continuar mantendo os seus pupilos no poder. Mias ou menos como fazem no futebol do Rio de Janeiro. Muitos questionavam o ex presidente da FERJ, falecido, Eduardo Viana. Mas, quando este deixou o cargo, quem assumiu foi o seu número 2, mantendo as mesmas práticas.


Mas, se permitem este desvio que fiz, é assim que o mundo é tocado de uma forma geral. Não importa o escrúpulo, a idoneidade. O que importa são os objetivos, se são atendidos ou não. E não é isso que espero, sinceramente. Principalmente de um esporte mais alto nível como o automobilismo. Esperava que o candidato da oposição fosse eleito.


O que importa é que agora teremos que lidar com mais desmandos e com a FIA vermelha e rampante. Não acredito, mesmo!, que a entidade terá coragem de punir Maranello caso haja algum desvirtuamento de conduta. Lamentável.


Garanto que, como sempre, será levada em conta a força da Scuderia no momento de tomar as decisões. Falo muito do time italiano pelo histórico que o senhor Todt tem com a equipe. Realmente esprava alguém idôneo. Torço que, o período de caça às bruxas também tenha terminado.


O que importa agora, é que é assim que vai ser. Torcerei para que este senhor tenha discernimento em suas decisões e conduza bem o automobilismo. Peço perdão caso tenha cometido algum excesso no texto. Mas, reflete meu desapontamento.


Grande Abraço.


Deyvison Nascimento

8 comentários:

Marcos Antônio Filho disse...

tb concordo com Você Deyvison, Todt será a c ontinuação de Max Mosley e pior, a Ferrari será sempre agraciada, que lamentável...

Anselmo Coyote disse...

Concordo, Deyvidson.

Mas, perguntar não ofende: acabou o estoque de remédios controlados do Sanatório? Vc tá muito irado...rsrs.

Abs.

Deyvison disse...

É Coyote...

Digamos que não atravesso uma fase de grnade tranquilidade. Isso reflete nos textos! Na forma de escrever, ao menos... Não fico afeito a sutilezas. Mas, vai passar.

hahahahahaha

Abraço

Anselmo Coyote disse...

Gosto de autenticidade, companheiro. É isso aí. Quando passar, se passar...rsrs, a mudança será automática.

Gosto desse sanatório, tb retratado como Le Sanatéur... rsrsrs.

Abs.

António Pista disse...

Que a Ferrari domina todo o mundo automobilístico alguém tem dúvidas??

http://aguia-de-ouro.blogspot.com/

F-1 A.L.C. disse...

a pregunta a se fazer é se todt vai ter a força politica pra se movimentar que nem mosley, eu acho que não. a partir daqui, os escandalos vão pipocar mais ainda, e o desavisado Todt vai ficar bem complicado, sem a lidderança politica de tio max a coisa pode ficar feia

se prepara, pois todt não é mais do mesmo. é bem pior

Ron Groo disse...

Sei lá... numa analise mais fria vejo que Vatanen serviu ao proposito de Max. Assustar os eleitores com discursos radicais e assim favorecer o canditado da situação.

Eu sinceramente não gostava dele, embora também não fique feliz com Todt

Marcelonso disse...

Só nos resta torcer para que Todt faça um bom trabalho,e que seja imparcial,mas que na pratica é mais do mesmo,ah isso é.

abraço