domingo, 22 de março de 2009

Brasileiros na temporada

No próximo final de semana inicia a temporada 2009 da Fórmula 1 e mais uma vez um brasileiro tentará buscar um título que não vem desde 1991, com Ayrton Senna. O país que é um dos maiores vencedores da categoria passa por um longo jejum, que dura 17 anos.

Após a dolorosa morte de Senna, as esperanças de um novo piloto tupiniquim ser campeão foram depositadas nas costas de Rubens Barrichello. Este período, onde ele era referência na categoria, foi um pouco sofrida para os torcedores brasileiros. Diversos pilotos surgiram, como Burti, Bernoldi, Zonta e entre outros, mas todos deixaram muito a desejar. Rubinho diversas vezes foi infeliz em suas declarações e atitudes, criando uma certa antipatia de vários amantes da Fórmula 1 em relação a sua pessoa.

Agora, vivemos a era Felipe Massa na categoria, que num curto período já trouxe bastante alegria. As esperanças de um título para o Brasil estão depositadas nele e dessa vez a pressão não é um empecilho, mas sim uma motivação. Massa já demonstrou isso.

Assim como em 2008, este ano temos três brasileiros no grid de largada. Abaixo segue minhas considerações para cada um deles.

Felipe Massa - É um dos pilotos que mais evoluiram nos últimos anos. Felipe demonstrou diversas vezes que sabe suportar a pressão e vaz dela uma motivação para superar as dificuldades. Amadureceu muito na temporada passada, conquistou o vice-campeonato e vem forte para o disputa deste ano. Está entre os favoritos.
Rubens Barrichello - O piloto mais experiente do grid esteve prestes a encerrar a carreira, mas conseguiu seu lugar. A Brawn GP foi a grande surpresa da pré-temporada e Rubinho tem até falado em brigar por vitórias. Mas, o desempenho real da equipe ainda é uma incógnita para todos. A experiência pode pesar muito para o lado de Barrichello.

Nelsinho Piquet - O filho do tricampeão, recebeu duras críticas em sua temporada de estréia. Seu desempenho não foi dos melhores, mas teve um certa evolução ao longo do ano. Em 2009, Nelsinho viverá a pressão de não ser mais o primeiro ano e terá que mostrar serviço para o chefe Briatore. No caso de uma má performance, será difícil sua manutenção na Fórmula 1.

Vamos aguardar o início do campeonato e torcer para que esta escassez acabe, um país vencedor como o Brasil não pode amargar tanto tempo assim sem um campeão.

Abraços!

Leandro Montianele

12 comentários:

Anselmo Coyote disse...

Leandro, pilotos como Sutil, Button, Alboreto, Nakajima (pai e filho) e até Kovaleinen (na Mc Laren) e Barrichelo (na Ferrari) ficaram na F1 por anos a fio sem fazer absolutamente nada. O Rubinho, com toda sua propalada experiência, passou uma temporada inteira sem marcar um ponto (nem unzinho). O Nelsinho correu com uma carroça, numa equipe que "pertence" ao Alonso, pontuou mais que qualquer brasileiro na temporada de estréia e somente agora parece (apenas parece) que terá uma carroça um pouquinho (pouquinho mesmo) melhor. Então onde está a lógica desses ultimatosao Nelsinho? Só se for o apocalipse batendo às portas. O Nelsinho pode ser considerado incompetente pela falta de resultados em 2009. Mas nessa linha de raciocínio, a Renault devia estar fazendo companhia à Honda, porque ela sequer conseguiu fazer um carro para o Alonso (acho que quanto a este não há dúvida da competência, não é mesmo?).
Abs.

Leandrus disse...

Pela grande evolução, até mesmo surpreendente, de Massa no ano passado, tb o considero um dos grandes favoritos ao título nesse ano na F-1.

Quanto ao Nelsinho, eu diria que ele foi bem mesmo nas pistas que já conhecia, porque nas outras seu desempenho foi abaixo do esperado, mesmo para quem nunca tinha corrido lá; achei que ele errou em demasia. Tem que tomar muito cuidado, pois Briatore é um especialista em demitir pilotos prematuramente e a Renault pode estar louca para colocar Grosjean na equipe.

Ateh!

Marcos Antônio Filho disse...

é Massa é o que tealves tenha maios chances de ser campeão. Já que a McLaren parece que está ruim e a Renault e BMW ainda não devem ter forças pra superar a Ferrari. Barrichello é uma incógnita e Piquezito já devia procurar um lugar na Stock...

Bruno Santos disse...

Olá Leandro. Massa entra como favorito para esta temporada, por toda a evolução que demonstrou no ano passado.
Barrichello ainda é uma incognita, falo pelo carro, é claro. Como piloto já sabemos o que esperar dele.
Piquet tem essa sombra do Alonso, onde a equipe trabalha voltada para o espanhol. Ele só precisa ser mais regular. Ser mais ousado, usar pouco combustível, largar lá na frente. Ficar na vitrine.

Abraços.

Anselmo Coyote disse...

O Flavio Briatore tem o contrato vencendo no final do ano e também está na corda bamba. Aliás, pra falar a verdade, ele está na mesma rota e sentido de outras múmias traíras da F1, como Bernie e Mad Max. Ele já dá sinais visíveis de senilidade. Basta dizer que ele estava apoiando essa mudança de regras que os velhotes queriam implantar. Considerando-se a grita que foi, inclusive do Alonso, seu predileto, fica evidente que ele caminha em direção oposta à dos pilotos, das demais equipes e dos fãs.
Imaginem essa coisa na direção da FIA!
Já vai tarde.

Leandro Montianele disse...

É Anselmo, achei um absurdo o apoio do Briatore a essa nova regra. Não é atoa que ele foi a favor de Mosley e Bernie, deve existir algum interesse dele por trás.

Desde os tempos em que ele fazia dupla com Schumacher na Benetton e diziam que o carro era irregular que não gosto dele.

Anselmo Coyote disse...

Leandro,
Os pilotos correm atrás do dinheiro arriscando seus pescoços a 300 km/h montados num tanque de combustível, envolvidos por um emaranhado de fios eletrificados, rodeados de muretas e de outros malucos na mesma situação. Outra são esses cartolas que vivem de armações na calada da noite. Eu também não acredito que o Briatore apoiou aquela sandice pelos belos olhos azuis do Mad Max.

Willian Freitas disse...

Pela evolução do Massa nos últimos anos, ele é sério candidato.
Quanto ao Barrichello, acho que a Brawn vem muito forte no início, mas creio que irá manter o ritmo.

Nelsinho tem um ano decisivo, não pode ficar com resultados ''na sorte'' e sim na competência.

Paulo Maeda™ disse...

Pois eh, eu ainda não sou mto fã do estilo do Massa, mas torço pra que enfim quebre esse jejum. Torço tb, apesar de tudo, pra que o Rubens faça uma despedida convincente e merecida por sua trajetória. E é bom o Nelsinho ir bem nesse ano, senão já elvis sua vaga na Renault.
Gostei do novo template Leandro, bem clean... super manero.

Marcelonso disse...

Salve Leandro,


Por tudo que demonstrou e amadureceu,aposto minhas fichas que Felipe briga pelo caneco.

Barrichello,apesar de tudo,merece uma despedida digna,quem sabe com uma vitória,do jeito que está tudo é possivel.

Quanto a Nelsinho,vou cumprir minha promessa até o inicio do Mundial(sexta 27-03) e não comentarei nada a respeito.


abraço

Grid GP disse...

A experiência do Rubinho pode ajudar muito, sim. Mas não sei... Apesar de respeitar e muito o Barrichello, tenho dúvidas se a velocidade necessária ainda estará com ele.

Quanto ao Massa, o comentário é único: acelera!

Ah, e parabéns atrasado pelo aniversário do blog. Depois de longos problemas, espero acompanhá-lo mais de perto a partir de agora.

Abraços.

Fábio Campos

Ron Groo disse...

Dos brasileiros, Nelson Angelo é o que está na posição mais delicada e o que vai sofrer maior pressão.
Uma pena, gosto dele.