terça-feira, 22 de abril de 2008

Schumacher: Mito ou farsa ?

É de muito que este tema vem me aguçando a escrever um pouco a respeito, e como admirador da Formula 1, venho aqui para desfazer esta vontade e relatar o sentimento com relação ao alemão.

Primeiro ponto: Não ponho em dúvidas que ele é um piloto rápido, simplesmente isso, nada mesmo, nem um décimo do que a imprensa mundial tenta plantar que ele seja, simplesmente pelo fato de, primeiro, ele não ter tido adversários à altura enquanto esteve na Fórmula 1 e, quando teve alguns braços-duros pelo caminho, mas com um bom equipamento, ele perdeu os títulos. Basta que se lembre do título de 1996 que ele perdeu para o Damon Hill e o de 1997 que ele perdeu para o Jacques Villeneuve, que outrora acabou por se transformar em uma chicane ambulante, como já foi citado aqui no Blog.

Há de se ressaltar também a desonestidade do alemão, ou será que alguém dirá que ele não usou de artimanhas ilegais durante as temporadas de 1994 e 1995 na então Benetton, chefiada por Flavio Briatori, que hoje se porta como se nada daquilo tivesse acontecido e ele fosse um chefe de equipe isento? Pode ser que ele não tenha culpa direta pelo incidente, mas é impossível dizer que um chefe de equipe não tenha conhecimento do que se passa em seu próprio pitlane, pelo menos eu não acredito nesta história. Ou então, saindo das “mutretas” nos carros, passando para as ações no mínimo anti-desportivas praticadas por ele na categoria máxima do automobilismo? Quem não se lembra dos “chegas-pra-lá” no Hill e no Villeneuve? Quem não se lembra de quando ele estacionou em Mônaco, já em fim de carreira, para que o espanhol das Astúrias fosse prejudicado em sua volta rápida? Ora, vamos! Acima da competição, o desportista tem que passar uma mensagem de honestidade, devem buscar sempre a vitória, com toda a obsessão, mas por meio do trabalho e das dificuldades, não pelos atalhos, que são estas ações descabidas que ele cometeu aos montes.

Afirmo aqui que, se o alemão corresse na década de 80 não seria nada além de um piloto intermediário, pois é inadmissível se fazer qualquer tipo de comparação com as lendas que habitaram a categoria no referido período. E digo mais, não duvido de forma alguma que a participação de Barrichello na tão falada hegemonia vermelha da Fórmula 1 tenha sido de extrema importância, bem no estilo de quando Keke Rosberg (pai do Nico Rosberg) era companheiro de equipe do Emerson Fittipaldi, quando o brasileiro acertava o carro todo e no fim de semana chegava o finlandês e dizia: “Coloca como o da chefia aí” e no fim das contas, era mais rápido que o brasileiro, mas não sabia acertar como o bicampeão sabia fazer, então é isso, o alemão em minha concepção, não passa de uma fraude, um piloto rápido, porém que se tivesse corrido em outra época, jamais passaria de um piloto intermediário, daqueles que andam “no bolo” e às vezes consegue algum resultado interessante, e só!

Grande abraço!

Deyvison Nascimento

10 comentários:

Net Esportes disse...

eu particularmente não tenho nada contra o Schumacher, mas de fato seus números foram alcançados principalmente pela falta de adversários mais competentes, é nesse ponto que baseio a minha certeza de que Senna é infinitamente muito mais piloto que o alemão, o maior da história, pois corria em uma época muito mais complicada e com muito mais pilotos bons, que davam trabalho ao brasileiro, mas mesmo assim ele vencia.............

http://netesporte.blogspot.com/

Marcos - Blog da GGOO disse...

Isso já foi muito falado em outros locais de discussão (orkut, blogs, fóruns), que o alemão não teve adversário a altura, foi bom piloto sim, os numeros não vão negar e isso é o que conta na história da F-1, mas é questionável sua superioridade nas comparações com outras épocas em relação aos pilotos que se enfrentavam (se é possível fazer uma comparação, muita coisa é ponto de vista).
De qualquer forma, concordo que ele é um campeão questionável.
E isso é assunto "pra mai di metro"!!

Felipe Maciel disse...

O post é polêmico, por isso você já deveria esperar que alguém descordasse.

Pra começar, o equipamento da Williams em 96 e 97 era superior, e isso tornou as coisas muito difíceis para a Ferrari. Bem do jeitão do Frank Williams, sua equipe venceu por conta do carro e não piloto. A Ferrari ainda vivia seus 20 anos de crise sem conquistar um título sequer.

Schumacher chegou na Ferrari com a missão de reerguer a equipe, e foi o que ele fez. Ele é excelente em acertos de carro, e é reconhecido até hoje pelo elevado conhecimento técnico. Não era só copiar do Rubinho não, isso é que é mito. Em muito casos usou acertos diferentes do Barrichello e andou muito melhor que ele.
Se não soubesse acertar carros, jamais reergueria uma equipe ao ponto de levá-la à hegemonia absoluta, como foi o caso.
É claro que o Schumacher é um gênio em se tratando de achar o acerto durante o fim de semana, e também era muito dedicado, chegando a gastar suas férias para conferir como andavam as coisas na fábrica. Não é por acaso que é respeitadíssimo pela Ferrari, essa dedicação toda aliada a uma performance excepcional impressiona .

Comparar com outra época é uma injustiça porque se baseia em achismos. O problema mesmo foi que o Schumacher e o Senna não puderam duelar em 94. O alemão começou à frente, mas Senna nem terminava as corridas e tinha um carro péssimo, então as primeiras provas não servem de comparação. E depois, o fatídica Imola-94 impediu qualquer comparação direta.

A única coisa em que podemos compará-los é essa questão do Dick Vigarista, que aconteceu com o Prost jogando o carro sobre o Senna, o Senna jogando sobre o Prost, o Schumacher jogando no Hill. Eram três gênios, mas todos eles cometeram suas sandices, por isso se for para condenar um deles, teremos de condenar os outros também.

Ninguém ganha 7 título a toa. É evidente que o alemão é um dos maiores pilotos da história, se não for o maior. Se não teve adversário à altura, paciência, não é culpa dele. Se tivesse adversários à altura, talvez encerrasse a carreira como pentacampeão ou tetracampeão, vai saber...

Blog F1 Trulli disse...

Essa é uma discussão sem fim, + tb sou da opinião q ele é um bom piloto (só BOM), + nada de excepcional... boa parte dos títulos, sempre beneficiado por um carro muito superior e por um companheiro de equipe bem fraco, afinal em 2002, 2004 por ex. Só Barrichello q poderia brigar pelo título com ele e Schumi fazia Barrica até d retardatário (meríto dele e baixíssimo nível d do brasileiro)...
Schumacher é um dos maiores pilotos, porem muitos teriam feito o mesmo com condições igauis

Abraço

Ciro

Marcos Antônio Filho disse...

Polêmico hein?rs
um dos diferenciais do Schumacher foi ser competitivo ao extremo( outro foram suas voltas voadoras antes de entrar nos boxes).ele treinava tudo que se possa imaginar,desde largadas,pit-stops,etc.Mas seu lado negatico dessa competividade era fezer tudo pela a vitória.Vide os toques em Hill e Vileneuve.
Considero um ótimo piloto,estatisticamente ele foi o maior,no geral ele está entre os maiores,não s epode considerar o maior porque eram não há ocmo comparar com outras épocas.E Enfrentou bons nomes como os já citados Villeuneuve,Hill e Hakkinen,mas depois de 2000 ele não teve adversários até 2005.O Mérito do Schummy foi montar uma parceria vencedora com a Ferrari,que o proporcionou a mantê-lo no auge por tanto tempo.

Agora no proximo post vc poe no título:
"Senna X ProstX Piquet X Schumacher.Quem foi melhor?"
Vai matar o outro aqui nos comentários
rsrsrsrsrs

abração

OCTETO RACING TEAM disse...

Post polêmico e corajoso Deyvison!!
Parabéns!!!!

Ai... o Schumacher!!!

O Schumi é um ótimo piloto, é indiscutívelmente o Maior no quesito números e recordes, mas na pista acho que há outros pilotos melhores.

Bjinhoss do Octeto

Tati

Leandrus disse...

Eu acho o Schumacher um piloto meio injustiçado, principalmente por ter ganho muitas coisas sem um adversário a altura. Ao contrário de você, acho que ele também seria um dos melhores pilotos de qualquer época da F-1. E se ele parecia muito antipático no começo, principalmente por jogar sujo, acho que depois ele amadureceu bastante (mesmo jogando sujo de vez em quando...mas na boa, um monte de gente faz isso, nem que seja uma vez e sem querer!)

Ateh!

Saulo Marx disse...

eu sou contra michael sim. detesto ele. ele é um boxta. uma vergonha pra o esporte.

Célio Azevedo disse...

82

Célio Azevedo disse...

Farsa só na cabeça dos cegos brasileiros, das viúvas de Ayrton Senna, que foi um grande piloto, mas teve a sua época.

Schumacher é o maior recordista da história da Fórmula 1, correu sim contra grandes pilotos e ajudou a montar grandes equipes. Esse sim é um gênio. Mito com certeza.