sábado, 3 de maio de 2008

Decepções

Nesse início de temporada estamos nos deparando com alguns pilotos que chegaram como grandes promessas e agora estão sendo vistos como verdadeiras decepções. Talves seja cedo para qualquer previsão, mas as equipes não costumam ter muita paciência.

Os pilotos Timo Glock da Toyota e Nelsinho Piquet da Renault me chamam muito a atenção em especial. Ambos estão em equipes médias e poderiam render muito mais do que estão rendendo.

Glock possui em suas mãos uma Toyota que está crescendo muito, tem apresentado uma regularidade boa e luta para ser a quarta força da categoria. Acho que não precisa de mais motivação que essa para um iniciante. Ele tem cometido erros infantis que comprometem sua corrida e até agora não contribuiu com a equipe no mundial de construtores. Já existem rumores de que a escuderia quer um piloto mais experiente para correr ao lado de Trulli. É melhor o alemão abrir o olho e começar a render, se não daqui a pouco vai dar adeus a Toyota.

Uma outra grande decepção fica por conta do brasileiro Nelsinho Piquet que não tem tido um bom desempenho. No começo podiamos dizer que ele não tinha apresentado bons resultados por causa do baixo desempenho da Renault, mas me parece que isso era uma grande desculpa para as fracas atuações. Para nós brasileiros seria mais uma esperança de ter um campeão nas pistas e não é isso que vem acontecendo. Após um bom final de semana parecia que Nelsinho iria desencantar, mas foi tudo uma mera ilusão. Teve um desempenho rídiculo na pista, errou quando não podia e abandonou a corrida.

Nelsinho Piquet ainda é um ponto de interrogação muito grande na cabeça de todos, menos na do seu pai é claro. Dizer que ele ainda está se adaptando, que é muito cedo e que precisa de tempo é uma grande hipocrisia. O Hamilton lutou por um título mundial em sua estréia na Fórmula 1, então isso não é desculpa. Me parece que o brasileiro não vai ter braço para aguentar muito tempo na categoria. Não o vejo como alguém que poderá brilhar, acho que será apenas mais um entre muitos.

Abraços!

Leandro Montianele

6 comentários:

Rodrigo Morano disse...

Concordo com vc em tudo. Glock não está fazendo nada que o Ralf não fazia. E o Nelsinho se não fosse brasileiro a "imprensa especializada" já estaria dizendo que ele não termina o ano na Renault. Vale lembrar que a paciência do Briatore é curta. Que o digam Verstappen e Lehto.

Anônimo disse...

Que o Nelsinho está sendo uma decepção é verdade. Mas comparar ele com Hamilton é ridículo.

O Hamilton foi criado pelo Ron Denis. Quando chegou na McLaren, se sentiu em casa pois conhecia todo mundo, era uma equipe de seu país, seu companheiro além de novo, era de outro país e a equipe não dava exclusividade a ninguem.

Já o Nelsinho conhecia a equipe e o carro pois foi piloto de testes, mas ficou 1 ano parado e perdeu ritmo de corrida. Além disso, corre ao lado do Fernando Alonso, que agora se sente totalmente em casa, pois é o piloto mais vangloriado pela Renault.

O maior problema do Nelsinho é claramente perda de ritmo de corrida. Ele é muito rápido nos treinos mas erra bastante nas corridas. Isso não é coisa de piloto ruim, é coisa de piloto desacostumado.

Isso muda, cedo ou tarde.

Blog F1 Grand Prix disse...

Desses dois, acho que o Nelsinho tem muita mais chance de se recuperar. Não tenho nada contra o Glock, mas o alemão não passa de um piloto mediano. O Nelsinho, por outro lado, é extremamente promissor. A Renault só precisa ter um pouco de paciência com ele...

Grande abraço!

Gustavo Coelho

Marcelonso disse...

Salve Galera

Concordo com vc em genero,numero e grau.Realmente os dois são duas decepções,Nelsinho então nem se fala,ele pensa que basta um sobrenome famoso,nisso é que se engana,pois a cobrança e muito maior.Acho que o problema no carro de Nelsinho é bem como ele falou "numa peçinha"que completo fica entre o volante e o banco

abraço

AFlavis disse...

eu espero que o Nelsinho encontre o caminho. não quero apenas o massa sendo destaque.

beijos

F1 + disse...

Pois é, tivemos apenas 4 grande prêmios e já estamos falando em decepção!!!


O Nelsinho ainda é jovem e tem muito a aprender...

Pena que ele emite uma imagem de "super novato"